16 de novembro de 2010

O desmame!



Quando engravidei nunca havia pensado sobre amamentar, não me imaginava fazendo, não conhecia os beneficios.
Eu li, li muito, decretei: Irei amamentar meu filho até ele completar 2 anos.

Quando eu falava isso a certas pessoas ouvia criticas. Deixei rolar.

Felipe desmamou aos 4 meses e alguns dias.
Eu nunca comentei aqui o que senti nessa época.

Uma tristeza imensa.
Foi uma fase difícil.
Algo tão frio quando eu via ele mamando em sua mamadeira...

Pessoas que faziam comentários do tipo, LM (leite materno) ou LA (leite artificial) tanto faz.

Não "tanto fazia" pra mim.
Era pela saúde do meu filho.

Era o nosso momento.
Era o calor do corpo dele envolvido pelo calor dos meus braços.
Era o carinho das suas pequenas mãos, e o amor que transbordava em mim naquele momento.

Era a nossa horinha, dias a cada três horas, outros de hora em hora.
Eu nunca contei no relógio a hora do mama do Felipe, o alimentei em LD (livre demanda) a qualquer resmungo dele, nós dois sabíamos nos comunicar, sabíamos a hora do MAMA.
Eu nunca neguei alimento ao filho, independente da hora, local, ou situação.

Fica a dica pra muitas mamães, leiam, pesquisem os beneficios da livre demanda, esqueçam o relógio, as horas, os minutos.

Quando Felipe ficou resfriado e não quis mais mamar, eu me senti derrotada, envergonhada, eu extraia leite com a bombinha, dava no copinho, nada adiantou, introduzimos o LA como complemento já que ele não queria saber do peito. Simplismente assim... Felipe desmamou.

Com copo de treinamento, como muito leite no peito.

Eu me senti a pior mãe do mundo, eu que não tive NENHUM problema com a amamentação não amamentei meu filho.

Meu seio não rachou, meu leite não empedrou, eu jorrava leite, Felipe nasceu magrinho, mas engordou graças ao meu leite, eu sabia que a história de leite fraco não existia. Eu era bem informada, eu busquei ajuda, e de nada adiantou. Eu sofri mesmo assim, mesmo sabendo que eu fui atrás, que eu insisti.

Quando saía com ele, as pessoas comentavam o quanto grande ele era, me perguntavam: "Ele mama no peito?"
Eu me sentia uma derrotada em dizer que não.

Lendo relatos na GVA (uma comunidade do orkut, ótima por sinal) vi que muitas mães dão mamadeira para seus filhos dormirem a noite toda, outras por que precisam ir a festas, jantares.

Eu nunca entendi o por que!
Se vai sair de casa, é tão simples, porém não fácil, extrair leite manualmente que seja e congela-lo, manter um pequeno estoque pra possíveis emergências, pra saídas exporadicas. Vale a pena!

Quando me falavam de LA pra ele dormir melhor, eu sempre comparei o LM a um caldinho de feijão, e o LA a feijoada completa, se é que vcs me entendem.

Eu nunca me incomodei em acordar a cada 1hr pra amamenta-lo.

Amamentar pra mim sempre foi prazeroso, dormir amamentando, saber que só eu posso acalmar minha cria quando ele sentia fome, quando estava com sede.

Talvez falte a algumas mães esse sentimento: Prazer, amamentar não é obrigação.

Com o desmame outras coisas nos entristecem, nós perdemos o controle de algumas coisas, já não somos tão necessárias aos nossos filhos.

Com o desmame do meu filho, ele não perdeu nada.
Desmamou aos seus qse 5 meses, iniciou os sólidos no dia 14 de março, 1 dia antes do seu 5º mêsversário, e ali iniciou uma rotina com alimentação saudável, o que também lhe garantiria uma vida boa!

Eu perdi.
Perdi coisas inexplicáveis.

Que só uma mãe que passa pelo o que eu passei sente.

Hoje eu vejo crianças na idade do meu filho, enormes, aninhadas no colo das suas mães, mamando, adormecendo naquele colo confortável, eu sinto inveja, mas nesse mesmo momento eu tenho a certeza que eu fiz o que eu pude!

Resolvi escrever hoje pois reli e me emocionei esse antigo post - aqui e com esse aqui.




Mãenifesto
Manifestamos pelo direito de amamentar a cria, sem ser pressionada por profissionais da saúde mal formados ou parentes bem intencionados, a substituir por mamadeira, o alimento que só o seu peito pode dar.
Assine!!!

21 comentários:

Vanessa e Enzo disse...

Consigo imaginar sua dor pq perto de fazer 1ano Enzo não quis mamar por 3 dias. Ofereci, ofereci e nada. Certo que já amamento com receio pq ele aprendeu a dizer que não quer mais mordendo - sem noção de força, o bico do meu seio. Msm assim msm escutando q isso é nada pra ele com essa idade - bobagens - eu ainda não sei se to preparada pra essa separação - não deixa de ser uma né?
Por sorte hoje, após 3 dias ele pediu o mamazinho dele normalmente. Acho que foi o resfriado. Prefiro pensar assim. Ainda não to forte pro desmame - e bom, acho que nunca estarei.

Amiga qt a participação no blog é só enviar p vardisson@gmail.com
Esperamos vc e o foguetinho lá
Bj nos dois!

Débora disse...

Dina,
Imagino a sua dor com um desmame prematuro do seu filho... Embora para algumas mães seja um sacrifício, acho amamentar uma das coisas mais prazerosas do mundo. A troca de carinho, afeto e tudo mais naquele momento é algo maravilhoso. O Diego vai fazer 1 ano e 4 meses e ainda vive agarrado ao peito. Ele já come de tudo, mas a maminha dele é sagrada. Na hora de dormir, tem que se aninhar no colo do mãe. Eu nem vou mentir que adoro, por isso sei que o desmame vai sr um processo doloroso para mim e para ele. Mas para já nºao estou pensando nisso... Vou curtir esse momento, afinal eles crecem tão depressa.... Bjos

Steph Ciciliatti disse...

Infelizmente, por falta de informaçao ou informaçao errada vindo de pediatras que nao entendem lhufas sobre amamentação, as maes dão mamadeira sem motivo.
Eu sou muito chata com isso, ver uma mae dando mamadeira por opçao me imcomoda a ponto de eu ficar pensando muito tempo na cena, mas li uma coisa importante esses dias.. "nao jogue pérolas aos porcos" Hoje só falo e explico sobre amamentaçao quando solicitada.
Na gravidez eu so pesquisava sobre partos, nem pensei em amamentaçao, o maximo que fiz foi passar a bucha vegetal duas vezes no mamilo hahaha
Mas o bebe nasceu e foi natural. Nunca tive problema, porque depois que ele nasceu eu li muito sobre o assunto. Hoje me considero expert, rs.

Parabens por ser informada e ter dado o melhor ao seu filho. O desmame acontece uma hora ou outra, do seu filho foi precoce, mas voce fez o melhor para ele, dentro do que voce podia :D

Fabiana disse...

Querida Dina.

Parece que este post é meu.

Laura mamou porque quis até os 3 meses e quaõ doído foi para mim ter que lhe dar mamadeira com o peito cheio de leite.

Chorava de soluçar, me sentia menor...

Mas, pensando racionalmente, era o que ela queria então eu respeitei e fiz a sua vontade.

Hoje ela é linda e saudável e eu sei que fiz a coisa certa.

Na época, uma pessoa muito importante para mim me tranquilizou dizendo: Fabiana, pensei que Laura está aí nos seus braços, linda e saudável e quantas mulheres ainda tentam engravidar e não conseguem...

Com isso, fiquei mais aliviada e aceitei melhor a introdução do LA.

Quem sabe num próximo filho =)

Bjos, linda.

Rebeca disse...

Oi querida!
Comentário de uma mãe ainda em construção...
Posso imaginar a sua dor de querer e não poder mais. Vendo tantas mães que nem tentam, que desmamam seus bebês aos 2 meses. Sem nenhuma crítica a quem o faz, afinal, cada um que cuide do seu filho. Mas seu desejo era seguir com a amamentando e não deu.
Admiro a tranquilidade com que vc consegue levar tantas questões da maternidade (ou que demonstra levar). Mas pra falar a verdade, acho que o Fefe herdou isso de vc, de alguma forma. Ele decidiu que não queria mais mamar. Simples assim. Como vc falou, ele está saudável, bem alimentado e FELIZ. E se a gente analisar o lado bom (que eu acho que temos que tentar ver, pra não surtar em meio ao caos), pelo menos foi um processo sem traumas pra ele. Não foi "na marra", por causa do fim da licença materidade, não foi pq seu leite secou, nem pq vc ficou doente (Deus me livre e guarde!) e precisou parar a amamentação.
Te admiro viu? Com coragem e força de vontade, vc me inspira a ser uma boa mãe!

Beijos

Sueli Oliveira disse...

Poxa amiga, a Júlia já está largando o peito tbem, ela até mama, mas se irrita, não quer mais, aí quando dou a mamadeira é felicidade total!!!
Até os 3 meses era direto mamando no peito, depois foi ficando um pouco arredia e agora com 4 meses já está largando!!!
Queria que ela ficasse ao menos até os 6 meses só no peito, pois ela nunca teve nem uma febre, nadinha e tenho certeza que é devido ao LM, mas ainda estou tentando pra ela não largar de vez, bjos

Confissões de uma mãe de primeira viagem disse...

Sei o que é esse sentimento,pois passei pelo mesmo.Bryan desmamou com 3 meses e pouco e eu sofri muito e ainda sofro quando vejo crianças maiores que ele mamando no peito ainda,mas eu tive que respeitar a vontade dele, ele não quis mais e pronto,cheguei a insistir uma vez e deixá-lo com fome,depois que vi ele chorando tanto e eu tmb,desisti! Hje em dia ele é super saudável,nunca ficou resfriado,nem teve qualquer tipo de doença, mesmo muito triste,me sinto bem porque tentei,me esforçei ao máximo e cumpri minha missão: amamentei meu filho até onde ele quis!!

bjs

Kety disse...

Vc sabe que é meu guia para criar um baby lindo esaudavel né? rsrs

putz nunca havia pensado que possa ser assim doloroso isso...

An@ Paul@ disse...

Concordo com suas palavras! Amamentar é um momento único! Eu já passei bocados por meu baby ter nascido prematuro e devido a isso tinha muita preguiça de mamar, e eu entçao extraia e (bem no início) dava de seringuinha na boca dele! Hj com 2m e meio faço questão da amamentação exclusiva e graças so bom Deus, não precisei nunca complementar com L.A e olha q eu achava q precisaria, pois ele só mama 5 minutinhos, mas graças a Deus, até o momento estamos indo de vento em polpa, e assim pretendo ir até os 6 meses. Depois desse tempo de licença maternidade, com toda certeza do mundo sentirei saudades desses doces momentos da amamentação exclusiva, mas mesmo assim, tentarei continuar a dar o peito até qdo ele assim quiser!

beijinhos

Daya Narciso disse...

Exatamente isso.Sempre fui frustrada pq naum consegui amamentar o matheo,por falta de apoio,de maturidade e falta de informação.
Hoje morro de medo do Ezno desmamar,pq a melhor hora do dia pra mim é qd amamento,a partir do dia 29/11 começarei a introduzir frutinhas e jah estou triste,ele vai deixar de depender de mim ele jah naum vai ser meu 100%.
Mas é assim mesmo neh amiga,eles crescem,e vi no twitter vc dizendo que tah com saudades do seu EN,jah tah na hora de fazer outro...huahuahua
beijossss

Rumo aos 60!!! disse...

Puxa, Dina, sinto o mesmo q vc, meu peito jorrava leite qndo o Athus tinha seis meses, tive q começar a trabalhar.
Meu peito acabou secando.
Foi horrivel, mas acho q os seis meses em q ele se alimentou unica e exclusivamente de mim, valeram a pena, ele é um menino muito saudavel(http://www.orkut.com.br/Main#AlbumZoom?uid=9944299303338540638&pid=1289674866755&aid=1286520429)graças a Deus!
Bjinhu p Felipe! Abraçu p vc!

Debora disse...

Dina
ler esse post nesse momento
me deixou ainda mais triste...
é que comecei a desmamar, isso mesmo
meu filho esta com 1 ano e 8 meses, mamou exclusivo ate os seis e acho que se deixasse ele
mamaria ainda por muito tempo,
relutei muito pra não fazer esse
desmame... fico com o coração partido
minha mãe sempre fala
que ele ainda não desmamou não por que ele gosta de mamar mas porque sou eu gosto de amamentar e isso é verdade... aproveito cada minuto do tempo em que estou com ele nos meus braços, mas já não esta sendo muito facil ele desde que nasceu dormi comigo na cama pois ele chorava a noite inteira so se acalmava no peito( dai que ele aprendeu a fazer do peito chupeta) na consulta de um mês veio o diagnostico ele tinha refluxo e era sensivel a lactose e eu tive que entrar em uma dieta restrita sem consumir leite ou qualquer derivado pois passava pra ele duarante a mamada)
e acredite ainda hoje acorda vaaaaaarias vezes na noite e so dorme quando mama de novo e tem sido sofrido demais, as vezes o bico do meu peito fica tão doido que choro...
Então depois de relutar muito decidi desmamar...confesso que as vezes deixo ele mamar (ele me pega pela mão e leva ate o quarto dizendo nana mamãe..lindooo!)Deus tem sido muito bom pois mesmo sabendo que ele senti falta e eu tambem esta sendo tranquilo sem choro nem angustia...eu digo pra ele que to dodoi e ele fica dizendo dodooooi mamãe(ai que dóooo)
Mas tenho em meu coração que tenho feito o melhor pra ele e ja dormi rapidinho sem mamar e ate tem ficado em sua caminha... sinto falta dele na minha cama...
Querida eu sei que vc vez o seu melhor e o Fe senti isso por isso fique feliz por ter amamentado mesmo não tendo sido o tempo que vc queria mas que enquanto durou foi forte, intenso e feito com amor...isso sim é o mais importante.

Cheilinha disse...

O importante é q vc tentou o máximo q pode, isso fará com q Felipe tenha muito orgulho de vc.
Tbm tive muito medo durante a gravidez,pq como naum saiu colostro do meu seio, todo mundo dizia q eu naum ia poder amamentar, e eu fui guardando estoque de mamadeira e graças á Deus naum precisou de nada.
Fique tranquila vc sempre faz o melhor pro seu filho.
Bjs.

selma pereira disse...

Oi Dina...Não se preocupe, pois você é uma mãe maravilhosa e fez tudo para amamentar seu filho, eu também não consegui amamentar o Pedro por muiito tempo, devido a problemas de saúde que tive na época, mas o pouco que consegui (4 meses)foram decisivos na recuperação dele quando estava na neonatal.

Bjs.
Selma

Mummy Brown disse...

Nossa que post mais lindo, mas cheio de sentimento. Sou mãe de primeira viagem e nao vejo a hora de amamentar minha filha! Mas dev ser muito triste a hora do desmame mesmo! A gente escuta cada coisa sobre como alimentar o nosso bebe ne? Gostei das suas dicas! Estou te seguindo! Bjinhos

Mummy Brown disse...

Como que eu faço para seguir seu blog? Nao achei o serviço de follower no seu blog! Bjinhos

Dê Freitas disse...

Oi Dina...que textolindo e esclarecedor para muitas mamães. Eu posso imaginar o que você senti, emboa ainda amamente. Mas me coloco no seu lugar, pois realmente é muito bom ter esse momento com os nossos pequenos.

Eu também não estou preparada para o desmame, caso a Manu resolva parar de mamar. E olha que todo o meu processo de amamentação não foi simples. Meu bico ficou bem machucado, a Manu engasgava por conta do excesso de leite, ela teve cólicas e não queri a mamar embora sentisse fome, foi uma loucura. Mas eu insisti, pq assim como você eu me informei e quis isso mais do que tudo.

Eu confesso que adoraria que a Manu dormisse a noite toda, pq não é fácil acordar a cada duas horas todos os dias e ter que trabalhar no dia seguinte. Eu fico esgotada, cansada. Não de amamentá-la, mas pela canceira de não dormir uma noite inteira há mais de 8 meses, rsrs. Mas não tenho coragem de dar outro leite a ela só para dormir mais. Isso pq amo amamentar. Amo estar com ela nesse momento só nosso.

Não vou dizer para você ficar tranquila, que o seu bebê está bem e coisa e tal, pq isso vc sabe e estamso aqui falando desse sentimento. Então, querida...receba o meu abraço apertado e os parabéns por você ser essa mãe tão zelosa e carinhosa com o seu baby que com certeza todo esse amor o alimenta até hoje e de uma forma toda especial.

bjs....(ah...e tô sisintindo importante, rsrs...obrigada,viu?)

Aline disse...

Oieee ,
descobri vc na net e amei seu blogg.
seu filho é linduuu , Parabéns !!
Eu tb já noivei, casei e já tenho 2 filhos .. hehe
passe no meu blog para ver minhas fotinhos, to te acompanhando tb ..
bjinhuss

Lindinha* disse...

Me emocionei lendo seu post, minha filha tem 3 meses, e parou de mamar no peito com 2 e meio, tive problemas com meu leite desde a maternidade, minha filha continuou perdendo peso depois de sair da maternidade, fiz tratamento homeopático, tomei remédios para aumentar o leite, nada adiantou, ainda choro muito qnd penso em tudo que passei tentando amamentar minha filha, sei que muitas mães não amamentam por opção, mas nunca mais critico uma mãe se eu ver ela dando mamadeira pro filho, pois ninguém sabe a situação daquela mãe...
bjs

Bianca Cainelli Facciolli disse...

Só uma mãe que passou por isso sente...

Claudia disse...

Olá, tudo bem? Um prazer conhecer seu blog. Me emocionei com seu post. Meu bebê está com 2 meses e não quer mais o peito, está sendo difícil. Para ajudar, nunca tive o prazer de amamentar exclusivamente no peito. Mas temos que agradecer por nossos pequenos estarem bem né?
Beijosss