6 de junho de 2011

Me apedrejem!


Hoje a Stephanie fez um post sobre Maternidade ativa. e criação meia boca, e a Thaiz escreveu sobre o direito de ter direito. E eis que dos posts delas surgiu o meu, um pouco confuso, mas meu rs

Eu tenho personalidade forte, gosto de palpitar e impor a minha opinião, já julguei muito e fui grosseira em alguns casos, perdi amigas, hoje eu sou outra Dina no aspecto julgamento/opinião/imposição, sou uma mulher mais madura, mais zen.

De acordo com a bíblia um dos maiores pecados do ser humano é O JULGAMENTO, depois que eu li um post no blog MULHER E MÃE * esse * eu parei e pensei, realmente é certo julgar?

Eu que sempre apoiei e sou super a favor do Parto normal e da amamentação tive uma cesária e meu filho desmamou aos 4 meses. E eu mereço ser julgada? Muitas pessoas não sabem os motivos que fez com que essas coisas acontecessem e com certeza me julgaram, assim como eu talvez julgaria alguém na minha situação há algum tempo atrás.

Eu sou humana, não sou perfeita, sou menina, mulher, esposa, filha e mãe.

Eu não introduzi os sólidos quando o Fe tinha 4 meses, conforme recomendado pelo pediatra pois não me senti segura. Pratico cama compatilhada - algo que o Tio Vicente é mega contra por ex, usei andador com o Felipe, já dei papinha industrializada, Felipe usou chupeta até 1 aninho, fiz festão de 1 ano em buffet com tudo que tinha direito e por ai vai. Mesmo sabendo que a maioria das pessoas são contra muitas das minhas atitudes eu não me culpo ou acho que errei sabe? Mas com certeza agora muitas pessoas que estão lendo esse blog estão me criticando nesse momento.
Andador, cama compartilhada, papinha, chupeta, muitos mils reais em festa, etc etc etc imagine! Eu não SOU CONTRA não! E não julgo quem faça o contrário oras.

Tenho a consciência que tudo o que fiz pelo Felipe - até dar arroz doce quando ele tinha 8 meses foram coisas que eu fiz com o meu instindo, sou informada, tenho consciência de tudo que já fiz e não acho errado. Vc acha?

Erro, acerto e faço acontecer.
Arrisco, peco, oro.
Hoje o Fe é mega saudável, grandão, magricelo e feliz. E eu continuarei fazendo o que eu julgar certo.
Continuarei dando pirulito, colo, não deixando chorar, dando fritura, MC Donalds, praticando cama compartilhada, usando mamadeira, dando miojo, estilimulando a leitura do Felipe, escovando os dentes dele e por ai vai.
Quantas coisas boas, e quantas coisas "ruins" heim.

Tem um pediatra chamado Dr. Gonzales que eu admiro muito, mas tem coisas do tal pediatra que eu leio e penso QUE SE DANE ESSA TEORIA TODA, A MÃE SOU EU! Admiro muito o cara, mas admiro bem mais a mim e você? Se admira?
Respeito é bom, e faz bem a nossa saúde.
Julgar pra que?

O importante é cada um cuidar do que lhe pertence, pagar suas contas e ser feliz!
Vamos lá?
Vamos voltar a ter paz nessa blogosfera, sem picuinhas, sem brigas, sem postagens "alfinetadas", sem toda aquela polêmica do mal, sem discussões que nada acrescentam a nós e nem ao próximo.
Se você ainda julga o próximo, que tal tentar mudar?

33 comentários:

Tathy disse...

ADOREI!
É isso mesmo!
Beijos

Steph Ciciliatti disse...

Po, adorei o texto. Curti também o da Thaiz.
Assim como voce eu ja fui muito cheia dos julgamentos, muito do contra, muito do certo...
A verdade é que depois de algum tempo (ALGUMAS) aprendem a respeitar e/ou não ligar.
Faz o que a maioria nao gosta ou acha errado? FODA-SE. Quem é que paga as contas mesmo? haiuhaiuahuahia

Acho que também acabar com os julgamentos, deveriamos acabar com as carapuças, os lamentos por ter feito isso ou nao ter feito aquilo. Ou vice versa.
Tem que aceitar e fim. Cada um faz uma escolha, entre certo, errado, nutritivo ou não, estão as melhores maes que podem ser.
Nem dorianas nem maes de merda, as maes normais o/

Ana Carolina - Vila Trendy disse...

Perfeitooo! bjs, Dina!

Pâm disse...

Amiga vc disse tudo!!! Mas coloca tudo nisso!!! Eu já ando meio de saco cheio dessas picuinhas, desses julgamentos e de tanta gente achando certo isso, errado aquilo... affeeeeee....

Precisamos criar um selo, ou algo do tipo para levantarmos essa bandeira! Julgar? Não existe certo ou errado... existe mães agindo com o coração...

Tati disse...

Falou e disse !!

Adorei !!

Bjuus

Daniela e Edimar disse...

E quem é que não erra e acerta né? E cada mãe tem seu jeito, conhece sua cria, tem suas manias... respeito é bom e todos gostam...rs
Dina, andei longe dos blogs mas acabei de colocar o meu antes e depois de 1 ano, se quiser conferir, aparece lá.
Beijão e te vejo nos tt's!

Debora disse...

A D O R E I !!!
P E R F E I T O !!!

Está na hora de cada um cuidar do seu filho, seja lá quem for e como for.
Acredito que toda mãe até mesmo qdo erra
está tentando fazer o melhor para seu filho e quem sou eu para julgar...condenar...me achar melhor ou até mesmo pior.
Busco ser uma boa mãe... as vezes acertando e mais ainda errando... No dia em que meu filho nasceu junto com ele nasceu tb uma mãe que aprende muito mais q ensina.
Bjão!!

Calu disse...

Querida Dina,
Não preciso nem dizer que adorei seu post. Realmente acredito em tudo isso!
Parabens pela lucidez.
Beijos carinhosos,
Calu
Http://blog.mulheremae.com.br

DianaRamlow disse...

Amei o texto,alias adoro tudo q vc escreve..sempre tem uns que se acham melhores do q os outros e palpitam em tudo q nao lhes diz respeito..
tb fiz uma mega festa de 1 ano,enquanto muitos me criticavam dizendo q era bobagem gastar rios de dinheiro pra fazer festa pra uma criança q nao entende as coisas,quem disse q meu filho nao entnde??haha
tb ja dei papinha industrializada,quando nao tenho tempo de fazer uma janta mais caprichada faço um miojo e pronto,Rhyan adora,pirulito entao,nem se fala,quando passa perto da padaria ate pede o piuiu dele.enfim sao tantas coisas q as vezes fazemos e as pessoas nos criticam,fazer o q ne,a vida eh assim..se nem jesus agradou a todos quem somos nos???
bjaooooo

Juliana disse...

Dina, eu concordo com vc, na criação de nossos filhos, quem sabe o que está dando certo somos nós as próprias mães. Eu fiz tudo o q vc fez com a Isabella e já estou começando a fazer com o Henrique também...

disse...

Amiga,

Provavelmente farei as mesma coisas que vc e não acho errado... depois que vc me falou para colocar o Dudu para dormir comigo descobri a delicia que é dormir a noite inteira agarrada no filhote.
Procuro seguir o que pediatra diz, mas jamais deixo de lado o nosso instindo maternal...
Sempre achei e continuo achando você uma super mãe!!!
Mil beijos!!!

Gabriela Teixeira disse...

Dina, eu não julgo, cada um sabe oq faz da vida, principalmente com a vida do próprio filho!
Eu não suporto julgamento, não julgo para não ser julgada...esse negócio de discutir na blogsfera não é comigo, não quero ibope e muuuito menos julgamentos.
Ótimo post!
Vamos todas cuidar da nossa vida!
Bjos

Mamãe Nádia disse...

Dina, adorei seu post. Você precisa reconhecer que a escrita é um talento nato que você possui. Gosto de ler posts de gente que escreve bem, admiro isso!
Esse seu post me tocou. A única vez em que dei minha opinião sobre alguma coisa fui super apedrejada e já serviu de lição pra nunca mais fazer isso. Mas no momento o lado pedagoga falou mais alto e eu estou sempre tentando proteger as crianças- mesmo que não são minhas- e aprendi que não posso fazer isso quando estiver fora de uma sala de aula.
A parte que me tocou no seu post é que o julgamento das pessoas é a coisa que Jesus mais condena na bíblia, e justo eu, que estudo tanto a bíblia, fui pecar na coisa mais chata!
Eu tenho que aprender a melhorar isso. Não só no blog, porque só usei uma vez meu blog pra isso, mas tenho que tirar isso do meu pensamento também. E você me fez ver isso.
Com a minha única experiência de barraqueira eu aprendi que não dá pra gente expôr a opinião quando se trata de educação dos filhos. Que não vale a pena expôr opinião assim, é melhor ficar quieta, como eu sempre fui. As pessoas sempre vão te interpretar errado, sempre.
E é por tudo isso que apóio essa sua "campanha" e prometo ficar de bico calado PARA SEMPRE! Hahaha.
Hoje em dia eu não escrevo no meu blog pros leitores, eu escrevo pra mim. Eu escrevo o que acho importante deixar anotado como lembrança. Eu escrevo pros meus filhos lerem no futuro. Fiquei aliviada de tirar os comentários do meu blog, pois agora ninguém comenta mais o que eu escrevo, afinal, eu escrevo pra mim. E pretendo seguir assim enquanto esse blog ficar no ar.
E sabe o que é o pior de tudo isso? Ver que meu post de barraco foi o mais acessado no ano...o povo adora essas coisas, quando posto coisas dos meus filhos só quem entra são os amigos de sempre. Agora faz um barraco pra ver...aparecem milhares de leitores do nada lá só pra ver um barraco!
Bjus!

Michele Schefel disse...

SOmos todas maes cada um com seu instinto e bom senso, e acho q isso deve ser levado em conta! e paz na blogosfera!!
#amigacomenta
http://micheleschefel.blogspot.com

Renata disse...

Olá Dina, adorei o post!
acompanho e sigo o blog, adoroo
parabéns pelo filho lindo ;)

Elaina disse...

Concordo com vc!

É o que eu sempre digo, vc é a melhor mãe que seu filho pode ter! Então se preocupe só com ele e seja feliz.

E se tiver que ser grossa, que seja com quem a julga ou critica suas atitudes.

Bjos

Elaina #amigacomenta
http://www.vidademae.net/

Keka disse...

Amei seu post, e nem preciso dizer que eu escreveria cada linha da mesma forma, só mudaria o nome do filho. Optei por cesarea, meu Reizinho so mamou ate 4 meses tbm e dou de tudo sem exageros! Parabens!

Rebeca disse...

Pois é amiga. Criar filhos na teoria é fácil, tem mil livros por aí ensinando receitinhas mágicas.
Mas cada um sabe de si, cada mãe é uma mãe, cada filho é um filho.
Eu sei o que é melhor pro meu (tento pelo menos, fazer o melhor que posso), e vc sabe do que Fefe precisa melhor que ninguém.
Meu filho não pode mamar no peito por causa da fenda palatina e eu recebi muitas críticas quando sacava a mamadeira e dava. "Nossa, ele só tem 15 dias e não mama no peito???". Fui julgada e condenada muitas vezes, pra não dizer a maioria.
Antes de ter filhos eu tb gostava de "criar" o filho dos outros. Criticava, falava que não era assim que tinha que ser feito. Hoje, como vc, amadureci e estou zen.
E esse é mais um dos posts que eu vou guardar, pq falou muito comigo!

Beijos

Than disse...

DISSE TUDO!
APOIADASSA!
VC SABE NE...VC É UM DAQUELES BLOGS Q EU TENHO POR REFERENCIA NA CRIAÇÃO DA ANNA!
Ñ TE IMITO...APENAS COLHO INFORMAÇÕES.
Ñ TE JULGO. SÓ VC SABE O Q É MELHOR PRO FELIPE, MAIS NG. NEM PEDIATRA MUITO MENOS NÓS.
VC FALA O Q PENSA, POR EXPERIENCIA E TENTA REPASSA-LA, MAS TEM GENTE Q Ñ ENTENDE ISSO, ACHA Q É PALPITE, INTROMISSÃO, WHATEVER!
EU Ñ.
O DIA Q VC ESCREVEU PRA MIM Q SONECAS DE MENOS DE 30 MIN IRRITAVAM AIS A CRIANÇA, TRATEI DE TENTAR ESTENDER AS DA ANNA.
QDO VC SUGERIU Q ESSAS SONECAS FOSSEM NA CAMA COMIGO, AO INVES DO BERÇO, DE DIA, PRA SEREM MAIS LONGAS, TRATEI DE EXPERIMENTAR, E DEU CERTO! MAS VC Ñ PALPITOU E SIM PASSOU A SUA EXPERIENCIA PRA UMA MÃE SEM EXPERIENCIA, COMO EU...TROCA DE INFORMAÇÕES! ESSE É O OBJETIVO DO BLOG, PELO MENOS O MEU!
Ñ TENHO BLOG PRA EXPOR A ANNA LAURA, NEM PRA MOSTRAR Q ELA É MAIS GORDA Q CICLANO OU BELTRANO. NÃO! É PRA REGISTRAR PRA QDO ELA PUDER LER E PRA TROCAR EXPERIENCIAS!

ADORAMOS VCS!

BJOS

Dea, a mamae da Nina disse...

me apedrejem tb pq penso igual.
Nao suporto palpites infames!!!
Bjs

Karin Petermann disse...

Nossos santos bateram hoje...kkk..
Fiz um post pensando nessas coisas todas... :D

Concordo com você, procuramos sempre fazer o que é melhor pros nossos filhos, intuição e não fórmulas mágicas...

Dá uma passadinha no meu blog: http://goo.gl/XERvr

beijos
Karin
www.mamaeecia.com.br

Biula disse...

Oi, Dina, boa tarde!

Beleza, tb acho e faço desse jeito, eu e o papi é que melhor conhecemos nossos pimpolhos.

A crítica não existe tanto em função do que dizemos ou fazemos, acho que é uma coisa que está na pessoa que critica, vc pode fazer tudo "certinho" e sempre haverá um alguém botando defeito, Freud explica, sei lá, rs

Beijocas,

Suzana Lira disse...

Nossa que desabafo, mais muito bom viuh


maei o post



bjo

Poly disse...

Ai Di, superapóio! Julgo vc sim, julgo vc como uma super mãe, que muito eu admiro, porque ao invés de dar vozes a meia duzia de intrometidos vc dá voz ao seu coração, ao seu instinto materno.
Tem gente que diz "quando crescer quero ser igual a vc" eu digo quando for mãe, quero ser igual a vc!
Bjs querida e ninguem vai te apedrejar!! kkkkk

(Mamãe) ~Pinel disse...

Ah!! AMEI e assino em baixo!

Muito bom, porque é assim mesmo!
E, pode ter certeza, quem julga é porque faz muuuuuita coisa "julgável"!!!

Beijo!

Mamãe Jú disse...

Adorei seu post, e tb sigo mto meu instinto...
Claro que erramos e acertamos como em tudo, mas eu sempre digo mesmo quando erro, erro por pensar estar fazendo o melhor, e tudo que faço pela Amanda é com imenso amor.

Continue assim
bjos grandes

Renata disse...

Ameiiii....isso mesmo,sempre tem um que vem com suas sabias maneiras de educar e criar os filhos dos outros.
Ninguem melhor que mãe pra saber o que melhor pro seu filho,porque ninguem nesse mundo o ama mais que nos mães de nossos filhos.
O que é bom pra um não é bom pra outro.
Um exemplo;meu bebe recem nascido eu gostava de ninar ele cantando e em meus braços.Fui apedrejada por muitos,pq ele so ia dormir assim agora,e quando crescesse tb...enfim...ele cresceu e não quis mais o colinho da mamãe pra dormir,pq é independente e gosta de dormir na cama não no colo.E eu,eu morro de saudades de nana lo assim.....viva de acordo com o que ache certo,não com o que pensarão.

An@ Paul@... Mamãe do Pietro disse...

O comentário da Nádia disse tudo tbm né... tem gente que adora entrar nesses posts de barraco e comentar só pra ver o circo pegar fogo...que coisa feia!

Adorei o post, e concordo perfeitamente, pois as mães somos nós. Ngm melhor do que nós (e nossas mães) pra saber o que é certo ou errado para com nossos filhos. Julgamento é sim a pior coisa que o ser humano pode fazer.

Já vi tanta coisa errada (ao meu ver) em blogs por aí, mas de que adiantaria falar alguma coisa, ou julgar? não...prefiro ficar na minha, pois é o melhor a se fazer. Julgamento alheio não nos leva a lugar nenhum. Infelizmente tem mães que jamais irão entender isso.

Bjos em vc e no Fe.

Rô, Vivi e Anna C. disse...

Oii Dii !!

Nossa, é bem por ai mesmo.
Estou um pouco sumida da net, o final de semestre esta me consumindo.

Vi seu recado a pouco tempo no blog, desculpe demorar para escrever.

Você vai Sábado no niver da Lulu neh? lá podemos convesar melhor e marcar algo o que acha?

Beijos, saudades de vocês.

Lydia Silveira disse...

A-D-O-R-E-I.....Bom fim de semana bjim

Renata disse...

Recebi um email,com um texto da Martha Medeiros,e lembrei na hora desse seu post,em otras palavras ela disse extamente o que vc escreveu.....Concordo duplamente com vcs duas.....muitas mulheres sofrem horrores(SOFRI TB UM DETERMINADO TEMPO)por ser sempre julgada,até ter segurança depois de examinar friamnete td,e hjequnado vem com aquela tipica frase dita sempre vc tem que fazerr assim,fazer assado,eu ja digo,o que oenso,com toda convicção do mundo,que o que eu fao e sempre pelo o melhor do meu filho e ninguem melhor do que eu que sou mãe pra saber oq ue pe mehor d que eu.Pq não tem ninguem nesse mundo que ame mais os filhos,do que nos mães não e mesmo?

Um grande abraço,e continue firme e forte,pq sempre tera pessoas querendo te mostrar com fazer melhor,do que vc faz...absurdo claro

Daniela (Cleccio) disse...

Nossa amei seu post, vc disse tudo!concordo pelenamentecom vc em tudo! bjao

♥♥ Thata ♥♥ disse...

Adorei o texto!
E obrigada por citar o meu postinho no blog!

Muah!!