10 de junho de 2011

Meu bem...




"Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte
Seria o acaso e não sorte"

O dia dos namorados está chegando e com ele todo clima romantico na cidade, milhões de filmes romanticos na TV e reportagens sobre namorados, conquista e amor. É tão lindo. Bom para repensar, refletir.

Hoje pela manhã eu estava assistindo Bem Estar e eles estavam falando sobre os hôrmonios do amor, sobre a paixão, e citaram aquela velha teoria de que a paixão acaba. Vcs concordam com isso?

Eu confesso a vocês que nos quase 5 anos que estou ao lado do Ivan ainda sinto paixão por ele, sim! Ainda sinto saudades logo que ele sai de casa, sinto arrepios quando ele me toca e um imenso frio na barriga quando o vejo. Lógico que temos nossos dias "mais ou menos", mas na maioria das vezes estamos bem.

Tem dias como hoje, que me flagro cantando uma bela canção e suspirando ao pensar nele. Dias em que eu reflito e vejo que ele me completa.

Na correria do dia a dia deixamos certas coisas de lado, e nos esquecemos como é bom ter paixão. Eu vivo relembrando fatos do inicio, revendo fotos, ouvindo velhas canções e tudo isso me dá certeza de quem eu não apenas amo o marido, mas ainda sou apaixonada por ele. Me apaixono dia após dia, por detalhes, por atitudes.

Um casamento feliz é um casamento apaixonado, essa coisa de só o amor fica é bobagem, não é certo nos acomodar... afinal, não podemos viver só de amor, mas se acrescentarmos a esse relacionamento todos os dias uma pitada de paixão, respeito e companheirismo com certeza tudo vai dar certo.

Amo meu marido com todos as suas qualidades e seus defeitos.

Fico brava, brigo, reclamo, choro. Mas minutos depois vejo como sou boba, ele não é perfeito e eu também não sou. Somos na medida certa, um para o outro.

Ai que eu fico escrevendo aqui e choro, de emoção, de alegria, de satisfação.
Agradeço a Deus por ele ter colocado um anjo na minha vida, o Ivan.
Meu protetor, marido, amado, meu porto seguro.
"O nosso amor, a gente inventa" e a gente faz, a gente cria, a gente emociona.
Dizem que falar demais do quanto é perfeito faz mal, mas como expor o meu amor sem falar o quanto te-lo comigo é bom? Inveja faz mal a quem acredita, e eu creio que o amor é muito mais forte que isso.

Casamento, namoro, ficadas, amizade...
Nos conhecemos em uma noite de agosto, fomos apresentados por msn, ficamos amigos, nos envolvemos e nos apaixonamos. De um dia pro outro já eramos namorados, de repende casados, grávidos, completos.

Nem todos podem ouvir o tamanho do meu sentimento, é imenso, unico, sincero...

"Entre tantos anos
Entre tantos outros
Que sorte a nossa hein?
Entre tantas paixões
Esse encontro
Nós dois, esse amor... "

4 comentários:

Lu,mamãe do Deko e da Leka disse...

eu concordo contigo fazem 9 anos que estou com meu marido(namoro e casamento juntos) e continuo muito apaixonada por ele,sinto a mesma ou maior paixao que tinha no começo,pq hj eu conheço ele inteiro,os defeitos as qualidades tudo,e passei o admirar e me sentir atraida nao pela beleza externa mais por completo...obviamente que se nao cultivarmos essa paixao,podera sim acabar ou pelo menos diminui..beijinhos e feliz dia dos namorados adiantado

Ju Louseiro disse...

O post me arrepiou inteira! Amar é maravilhoso, sentir aquele frio na barriga depois de anos é uma delícia, é inexplicável!

Dii, parabens - de novo - por essa família linda que Deus te deu!


Um beijo =)
www.fuxicodenoiva.com.br
http://casamentodossonhos-juefe.blogspot.com

Sra. Mari disse...

Hj nao é um bom dia pra ler um post assim todo romantico e verdadeiro. [to sensivel] Amar é tudo ne ?
Tbem me sinto assim, nesses quase 7 anos juntos do meu amor, ainda sinto essa paixao, tem dias que mais do q quando começamos a namorar.
E tbem é igual, os dias que nem tanto assim, normal ne ?

Lindo !

Chorei ! #mimimi

Rosi disse...

Histórias de amor sempre me emocionam.
Parabéns aos papais do Felipe!

Abraços