1 de setembro de 2011

Mais louco é quem me diz, e não é feliz... Eu sou feliz!


Já diziam os mutantes:

"Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Sim sou muito louco, não vou me curar
Já não sou o único que encontrou a paz

Mas louco é quem me diz
E não é feliz, eu sou feliz..."

O que é felicidade pra você? Sucesso? Dinheiro? Amor? Estética?
Eu não sei o que é felicidade pra mim.
Já estive com o coração vazio (romances) e fui feliz.
Já passei dificuldade financeira e fui feliz.
Já fui mais, porém continuo gordinha e sou feliz!
Não tenho, e não sei se pretendo ter uma carreira grandiosa, mas eu sou feliz!

Tem dias que eu acordo e um simples passarinho me faz sorrir, me faz sentir PODEROSA. Nós somos o que acreditamos, e se acreditamos tudo podemos, não é assim?
Minha mãe sempre romantica, porém realista me preparou. Ela dizia: "Minha filha, a felicidade nunca é eterna, são apenas momentos!" Graças ao meu estado de espirito eu tenho momentos de felicidade continuos há muito tempo.

Quando eu era "mãe integral" eu fui muito investigada. Pessoas questionavam, duvidavam. Eu postava aqui no blog a minha satisfação em ser feliz como mãe e dona de casa. Por que não devia de ser?
Já ouvi barbaridades, pessoas dizendo que eu criava uma imagem fantasiosa, que eu pintava uma vida perfeita, mas na realidade isso tudo era o que eu queria, e não o que eu tinha.
Por que será que algumas pessoas duvidam da felicidade alheia? Por que são ambiciosas demais? Por que são infelizes? Ou por que acreditam que ninguém pode ser feliz vivendo de uma forma diferente a dela?

Um dia uma blogueira comentou que não existia casamento feliz, não existia homem perfeito. Como não? Ivan e eu nos completamos, nos fazemos felizes com a simples companhia um do outro... o Felipe veio para completar mais ainda esses nossos "momentos". Lógico que a gente se magoa, a gente discute, a gente sente raiva... mas depois de poucos minutos a gente se abraça, a gente conversa, a gente se entende. Se você não acredita em almas gêmeas ou em amores perfeitos. Sinto muito. Quer nos estudar? Fique a vontade!


Eu aprendi a ver o lado bom das coisas, aprendi a aceitar que toda ação tem uma reação, mas uma reação positiva. "Desgraça pouca é bobagem"? Não, desgraça pouca ou grande é um sinal, um aviso de você mudar as coisas e fazer acontecer!

Eu tenho dias de fúria, dias tristes, dias de melancolia, sou humana! Mas mesmo assim eu garanto, eu não sofro!
Como começar a ser feliz? Sendo gentil, sorrindo, ajudando. A gente não se sente bem melhor quando tratamos o fulano com respeito? Quando nos colocamos no lugar do outro e o compreendemos?

Entenda que, as vezes não é o mundo que conspira contra você, mas sim você que conspira contra si mesma.

Toda essa reflexão foi desencadeada através de uma twittada da @lubrasil, depois li o
POST dela, e pronto. Alguém que me entende, que pensa como eu.

Desculpe se você acredita que aquele gari não é feliz pela "posição social" ou profissão dele, saiba que muitos deles são muito mais felizes do que alguns médicos bem sucedidos.
Você não acredita em felicidade plena? Talvez seja por que algo na sua vida precisa mudar. Então mexa-se. Corra, por que a vida não para!

Escrevo isso com um sorriso no olhar, unha sem fazer, peso pra perder!
 
O tal texto que me inspirou:

Geralmente, quando uma pessoa exclama Estou tão feliz!, é porque engatou um novo amor, conseguiu uma promoção, ganhou uma bolsa de estudos, perdeu os quilos que precisava ou algo do tipo. Há sempre um porquê. Eu costumo torcer para que essa felicidade dure um bom tempo, mas sei que as novidades envelhecem e que não é seguro se sentir feliz apenas por atingimento de metas. Muito melhor é ser feliz por nada.
Digamos: feliz porque maio recém começou e temos longos oito meses para fazer de 2010 um ano memorável. Feliz por estar com as dívidas pagas. Feliz porque alguém o elogiou. Feliz porque existe uma perspectiva de viagem daqui a alguns meses. Feliz porque você não magoou ninguém hoje. Feliz porque daqui a pouco será hora de dormir e não há lugar no mundo mais acolhedor do que sua cama.
Esquece. Mesmo sendo motivos prosaicos, isso ainda é ser feliz por muito.
Feliz por nada, nada mesmo?
Talvez passe pela total despreocupação com essa busca. Essa tal de felicidade inferniza. “Faça isso, faça aquilo”. A troco? Quem garante que todos chegam lá pelo mesmo caminho?
Particularmente, gosto de quem tem compromisso com a alegria, que procura relativizar as chatices diárias e se concentrar no que importa pra valer, e assim alivia o seu cotidiano e não atormenta o dos outros. Mas não estando alegre, é possível ser feliz também. Não estando “realizado”, também. Estando triste, felicíssimo igual. Porque felicidade é calma. Consciência. É ter talento para aturar o inevitável, é tirar algum proveito do imprevisto, é ficar debochadamente assombrado consigo próprio: como é que eu me meti nessa, como é que foi acontecer comigo?
Pois é, são os efeitos colaterais de se estar vivo.
Benditos os que conseguem se deixar em paz. Os que não se cobram por não terem cumprido suas resoluções, que não se culpam por terem falhado, não se torturam por terem sido contraditórios, não se punem por não terem sido perfeitos. Apenas fazem o melhor que podem. 
Se é para ser mestre em alguma coisa, então que sejamos mestres em nos libertar da patrulha do pensamento. De querer se adequar à sociedade e ao mesmo tempo ser livre. Adequação e liberdade simultaneamente? É uma senhora ambição. Demanda a energia de uma usina. Para que se consumir tanto?
A vida não é um questionário de Proust. Você não precisa ter que responder ao mundo quais são suas qualidades, sua cor preferida, seu prato favorito, que bicho seria. Que mania de se autoconhecer. Chega de se autoconhecer. Você é o que é, um imperfeito bem-intencionado e que muda de opinião sem a menor culpa.


Ser feliz por nada talvez seja isso.
Martha Medeiros
Texto copiado com carinho do blog minha querida @Lubrasil

9 comentários:

Gabriela Teixeira disse...

Ótimo post Dina, eu sou feliz por nada... sou feliz por tudo!
Quem anda sempre feliz e bem humorada traz a leveza e a energia positiva por onde passa! Eu escolhio ser feliz, mesmo diante de um mega problema, eu escolho isso para minha vida!
Bjos

Camila Gomes disse...

Dina, você ta arrasando amiga! Ta falando tudo que certas pessoas infelizes devem ouvir. Eu acredito sim em almas gemeas, acredito que você possa ser completa pelo seu marido. Pois eu também me sinto assim, todo casal briga e discuti, mas sempre sabe que a reconciliação é a melhor parte de tudo isso.
PARABÉNS.
Eu vejo sua felicidade e sua sinceridade em cada palavra que escreve aqui! Parabéns!

LelisPaula disse...

Que lindo seu post!
Isso ae, ser feliz só depende de nós. Afinal, não existe receita, cada um tem que ir em busca do que o faz feliz.
E concordo, as pessoas têm que aprender a respeitar as escolhas dos outros. Ninguém é igual a ninguém. Cada um é feliz a sua maneira. ;)
Beijos

Nicaele disse...

Amiga,amei o post! Ter problemas não é sinal de infelicidade. Infeliz é quem depende de terceiros pra ser feliz!
Sou feliz pela vida,pela familia,pelo meu bebe,até por tudo que passei,pois foi com as dificuldades que aprendi e muito,e é atraves delas que a gente vê que pra ser feliz não precisa muito,é só querer !
A questão de casamento , é como qualquer outra relação,qualquer ser humano que conviva por muito tempo junto se estranha,mas isso não é motivo de infelicidade,e sim aprendizado.
Amei o post..acho até que a Sra devia dedicar ele a tal pessoa ... hahahah


Que mal tem em ser feliz sem motivos? aushduiashdiashdaishd
Mal é viver infeliz por pouca coisa.

bjim

Casamento Dani&Li disse...

OLá!
Amei seu blog! O conheci através do crafitices da mamãe!
Amei suas duas últimas postagens, pois somos felizes com tão pouca coisa, mas é a coisa mais importante do mundo: a família! POrém, muita gente não dá valor a isso!
Parabéns pelo blog...sincero e que expoe suas ideias raras e lindíssimas, pois nos dias de hoje as pessoas só querem o ter e se esquecem do ser.
Um grande abraço,
Dani.
(Visitarei com mais frequencia o seu blog! Amei! Deus os abençoe!)

Poly disse...

Post maravilhoso!!
Fiquei até mais feliz!! kkk
Bjssss

Marcelly disse...

Post inspirador esse Dina !
Aliás, vc está mandando muito bem nos posts ultimamente, rs !
E a Martha Medeiros sempre arrasa, rs !
Parabéns !

Vanessa Dias disse...

Felicidade pra mim é mesmo um estado de espirito. No momento n me sinto totalmente feliz, mas n me sinto infeliz. Estou passando por algo que me deixa sim infeliz algumas vezes, em uma trsiteza muito grande. Mas ao olhar nos olhos do meu filho, ou sentir minha filha mecher na minha barriga eu me sinto feliz novamente.

Acho que a unica forma de ser feliz é olhar sempre o lado bomda vida, pq mesmo nos momentos complicados existem motivos pra buscar a felicidade e a alegria. Basta somente olharmos ao redor.

Parabéns pelo post. Tenha uma ótima semana.
Bjs

Tathy disse...

Adorei!! Disse tudo!!