23 de janeiro de 2012

Aquele do ultimo post...



Certo dia o Ivan me perguntou até quando eu postaria no blog, eu não respondi.

Eu quis um diário de gravidez, esse blog era pra ter encerrado quando o Felipe completasse 1 ano. Hoje ele tem 2 anos e 3 meses e eu continuo aqui.
Confesso que já não sei mais o que é compartilhar ou expor. Já não sei se daqui pra frente, o que for escrito aqui é certo.
Cada dia que passa eu sei que já é hora de encerrar esse ciclo. E eu vou sentir muita falta disso tudo.

Hoje o meu desejo de parar é muito maior do que o desejo de continuar.
Eu pensei muito, pesei as coisas.
Até onde essa exposição pode prejudicar meu filho?
Até onde pode prejudicar a minha família?

Querer compartilhar coisas com pessoas queridas, mas ser mal interpretada por pessoas maldosas é inevitável. Não existe prevenção.

Amizades vieram, amizades se foram.
E aqui eu muito aprendi.

Hoje posto pra contar, pra desabafar, pra recordar. Mas confesso que muitas vezes posto com medo, medo de me expor, medo de ter minhas palavras distorcidas. Isso acontece, e muito.
Já vi e li muitos absurdos na blogosfera, já ri, já me decepcionei, já li coisas das quais eu não acreditei.

O amanhã eu não sei, mas sei sobre hoje, sei que nesse momento eu estou cansada de certas "coisinhas bloguisticas", eu estou decidida a parar...

As amizades que conquistei, muito obrigada por todo carinho nesse tempo.
Se precisarem de mim para conversar, desabafar, ou só para obterem noticias me escrevam! Ficarei muito feliz! Meu blog vaio continuar aqui, "no ar", porém sem novas postagens.

Tô indo ali viver e guardar registros, apenas na minha memória e no meu coração... quem sabe em breve eu volto, ou não...

Essa decisão não é "para sempre".

Por todo carinho de vocês, eu deixo aqui o meu muito OBRIGADA!
E quem sabe um dia eu volto, pra dividir com vocês uma nova gravidez...

Essa semana começamos uma nova etapa em nossas vida, com casa nova, sem blog, com menos exposição.
E assim, encerro aqui esse post, o ultimo desse blog.

Com lágrimas nos olhos e amor no coração, Dina.